terça-feira, 27 de janeiro de 2009

UNI VERSOS EM MINHA MÃO


Sim, eu vi cometas na palma de minha mão
As esferas...fera em fera farejando a mim
Não, sim, são passos vindos do porão
São passos para o abismo. Estou chegando ao fim?

Cometa crimes, mas não por minhas mãos
São tragédias que ainda estão por vir
Cigana, se enganas que inda sou malsão
Vão, mil chagas se alojando em mim

Saturno entre os dedos, Netuno em segredo
Urano paira no dedo mindinho
Vênus que é de morte, Júpiter com muita sorte
Ora pela Terra, que rola nas linhas da minha mão
Nas linhas da minha mão, é meu começo, meio e fim

2 comentários:

Duane. disse...

Poesia muito linda! *.*
Sei lá, dá a idéia de que todo o universo está envolvendo o corpo :~

Thiago Assis disse...

na palma da mão está o globo pequeno e indefeso,
o corpo deve ser o universo,
o cometa pode ser a ira de um deus. =]


www.thiagogaru.blogspot.com